Respiração dos monges melhora saúde mental

de 08/03/19 em Feng Shui da Vida Real
Respiração ressonante

Vejo tantas pessoas se esforçando para meditar, praticando mindfullness, fazendo planos mirabolantes de viagens e retiros para encontrar paz e tranquilidade, enquanto a técnica mais eficiente para combater o estresse e melhorar sensivelmente nosso estado emocional pode ser praticado a qualquer momento e não custa nada: a respiração.

Respirar de forma consciente para aprofundar os movimentos e deixar os ciclos de inspiração e expiração mais lentos é uma das principais chaves da saúde física e mental.

Sabe-se que monges em estado meditativo respiram, em média, 6 vezes por minuto, e que, nesse ritmo, acontece um fenômeno físico conhecido como ressonância.

Ressonância é o termo que descreve o aumento de vibrações de um corpo a partir do momento que ele recebe vibrações de frequência igual a uma de suas frequências naturais.

Pode parecer meio complicado, mas na prática o que precisamos mesmo saber é que, respirando lentamento, colocamos batimentos cardíacos, pressão sanguínea e função cerabral numa mesma frequência.

Isso ocorre quando fazemos 6 ciclos de respiração completa por minuto, ou seja, quando inspiramos 6 vezes e expiramos 6 vezes em um minuto.

Só para se ter uma ideia, em média, uma pessoa respira entre 15 e 18 vezes por minuto.

A prática da respiração ressonante é estudada desde os anos 1960 e sabe-se que afeta o sistema nervosos autônomo, levando o corpo a relaxar e a se regenerar, mantendo corpo, sistema nervoso e emoções sob controle.

Outras pesquisas apontaram que respirar lenta e profundamente também melhora nossa capacidade pulmonar, baixa a pressão sanguínea e tonifica o nervo vago. 

Outros benefícios são controle de quadros de ansiedade e depressão, aumento da resiliência, habilidade de lidar com o estresse e aumento do equilíbrio emocional.

Comente aqui!

* Preenchimento obrigatório. Seu email não será divulgado. Quer que a sua foto apareça nos comentários? Clique aqui.