O que as plantas revelam sobre sua casa

de 07/02/18 em Casa e Comida, Dicas que Curam, Feng Shui da Vida Real

As plantas são usadas no Feng Shui como importantes ferramentas de ajuste energético nos ambientes. Além disso, elas também nos mostram quando existe um desequilíbrio no local.  

Uma das maneiras mais fáceis de trazer energia vital (chi) para um ambiente é adicionar itens vivos. E escolher uma planta para essa tarefa é o passo mais rápido para revitalizar um espaço.

Uma planta é uma fonte constante de energia vital, ferramenta benéfica para manter o chi saudável, mas principalmente para levar uma dose extra de chi quando nos encontramos cansados, desmotivados ou quando enfrentamos uma doença.

Usar plantas como ajuste energético é benéfico em qualquer cômodo, até mesmo no quarto. Ao contrário do que muitos pensam, para o Feng Shui manter uma planta aqui é muito bem-vindo, já que esse elemento vivo estará energizando o local enquando dormimos.

Proteção e limpeza

Muito se fala sobre a relação entre a saúde das plantas de uma casa e a qualidade da energia do local. Quem nunca passou pela situação de ver um pé de planta murchar após a visita de alguém?

Além disso, diversas espécies de plantas são associadas à capacidade de limpar energeticamente os espaços e, consequentemente, proteger as pessoas, seja pela forma ou pelas propriedades aromáticas.

Mas muito mais comum do que ver uma planta murchar por conta de uma visita, é ouvir pessoas dizendo que não levam jeito com plantas e que todas acabam morrendo.

É verdade que algumas pessoas tem mais habilidades do que outras para cuidar de plantas, mas nesse caso a primeira recomendação é fazer uma abordagem prática.

De verdade, qual o cuidado está sendo dispensado à planta? As regas estão corretas? A adubação está em dia? E a quantidade de luz é adequada ao tipo da planta?

Pequenas mudanças na rotina de cuidados significam a saúde ou a morte de um pé de planta. Simples assim. Pesquise sobre as condições que a espécie que você tem em casa necessitam

Escolha plantas adequadas a sua realidade. Se regar todos os dias estiver fora de questão, opte por tipos que aguentam regas períódicas como suculentas.

Outra abordagem interessante é decidir cuidar das plantas que tem em casa ou mesmo escolher espécies de que gosta e se manter firme na rotina de cuidados. Pense que os cuidados com a planta refletem os cuidados que são dispensados a você mesmo, o que pode funcionar como um excelente exercício de observação e reflexão.

Se durante esse exercício uma planta morrer, não desista logo de cara. Compre uma espécie diferente, de preferência maior, e coloque no mesmo local.

Agora, fora isso plantas morrem. É uma verdade que apenas representa o ciclo da vida, nada mais.

Por outro lado, se plantas insistem em morrer ou vivem doentes e sem vida, é bem provável que exista um desequilíbrio de chi no local. Se as mudas de um local específico teimam em morrer é provável que seja necessário fazer um outro tipo de ajuste.

Povos nativos da América do Norte acreditam que quando uma planta morre ela está se sacrificando por você, removendo as forças em desequilíbrio do ambiente antes que elas atinjam e façam mal ao seu corpo físico.

Nesse caso, os problemas podem ser inúmeros. Desde a emissão de ondas elétricas ou eletromagnéticas, vindas de torres de celular, por exemplo, cruzamento de linhas de energia no solo (que também afetam moradores de prédios e atingem todos os andares, mesmo os mais elevados) até desequilíbrios em outras áreas da casa.

Comente aqui!

* Preenchimento obrigatório. Seu email não será divulgado. Quer que a sua foto apareça nos comentários? Clique aqui.