Você sabe o que é coeficiente de força vital?

de 13/02/18 em Dicas que Curam, Feng Shui da Vida Real

Há muitos anos é conhecido o conceito de Coeficiente Emocional, tema de diversos livros de auto-ajuda. Um outro coeficiente muito importante e que impacta diretamente o emocional é o Coeficiente de Força Vital da sua casa.

O primeiro passo para entender esse conceito é perceber a sua casa como um elemento vivo e não apenas como um amontoado de itens inanimados. A casa é um espaço que possui uma personalidade criada a partir de fatores externos, características físicas e dos eventos e acontecimentos que se passam dentro dela.

A partir daí, a casa se torna um sistema que está constantemente recebendo informações das pessoas que moram nela e emanando vibrações de volta, numa troca sutil de informações.

Essa dinâmica energética tem impacto na maneira como nos sentimos, na qualidade do sono, na harmonia dos relacionamentos e na saúde em geral, entre muitos outros fatores.

Não é preciso ser nenhum tipo de médium para verificar o Coeficiente de Força Vital da sua casa. Tampouco existe um teste para mostrar, numericamente, se o seu espaço está energizado ou não. Basta observar três importantes fatores:

Itens com vida: Isso é fácil. São os elementos vivos que você tem em casa, como plantas, animais, sejam cachorros, gatos, pássaros, peixes ou outros. Plantas e flores são uma das maneiras mais fáceis de elevar o chi de um lugar. Podem ser usadas em qualquer ambiente, mesmo no quarto. Quando as plantas de um ambiente são cuidadas com carinho, elas se transformam em uma fonte constante de energia vital. Também são considerados a quantidade de ar fresco que o espaço recebe, a quantidade de luz natural que entra pelas janelas. Caso haja poucos itens vivos ou você tenha a sensação de que está precisando revitalizar os ambientes também é possível acender velas, que trazem bom chi pela presença do fogo.

Decoração: aqui não se trata de ter ou não bom gosto. Analisar a decoração de uma casa deve ter como objetivo entender que mensagens ela está constantemente enviando. O que sua casa te conta? Um ambiente pode ser absolutamente lindo e não transmitir aconchego, conforto, ser muito ‘frio’, monocromático. Ou seus móveis estão velhos e desgastados, há muitos itens necessitando de consertos? As portas não abrem ou abrem com esforço? Também é importante analisar que tipo de objetos de decoração estão expostos e que quadros foram escolhidos para as paredes? As mensagens contidas neles espelham o que você deseja para a sua vida?

Campo energético: apesar de soar algo difícil de detectar, todos temos a capacidade de sentir os espaços. Principalmente se for a nossa própria casa. Faça um exercício simples e reflita sobre os locais da casa de que mais gosta e os que mais te causam inquietação. Onde você mais gosta de ficar e qual cômodo ou espaço te deixa irritado ou sem energia? Em alguns casos, a casa toda pode estar impregnada de mau chi. Quando você pensa em voltar para casa, qual é a sensação que vem? Além disso, os espaços acumulam vibrações dos eventos ocorridos neles, sejam de alegria ou de tristeza, raiva ou depressão. Boa ou ruim, a energia fica estagnada e, se for negativa, impede o fluxo do chi saudável.

Comente aqui!

* Preenchimento obrigatório. Seu email não será divulgado. Quer que a sua foto apareça nos comentários? Clique aqui.