Estressado? Ligue para alguém

de 19/10/20 em Dicas que Curam, Notícias, Stress Detox

O estresse, um dos temas mais presentes em pesquisas relacionadas à saúde, tem sido objeto de inúmeros estudos sobre comportamento e saúde mental durante a pandemia.

Em todos, pesquisadores mostram que estamos, sim, muito mais estressados. 

Mas um estudo realizado pela Universidade de Iowa, nos Estados Unidos, trouxe dados de como é possível reduzir os efeitos do estresse.

O resultado é da linha “minha avó já sabia”: pessoas que fizeram um balanço das suas emoções, identificando tristeza, ansiedade, medo, solidão, por exemplo, e tentaram lidar com elas de uma maneira consciente, demonstraram menores níveis de estresse do que aqueles que simplesmente tentaram ignorar os sentimentos.

Como? Manter contato com amigos e familiares, ainda que de maneira remota, foi um dos comportamentos identificados como positivos.

A pesquisa “Flexibilidade Psicológica no contexto da adversidade da Covid-19: Associações com angústia”, publicada no Journal of Contextual Behavioural Science, avaliou diversos tipos de comportamento adotados para lidar com situações derivadas da pandemia e encontrou respostas interessantes.

Resumo da pesquisa

Participantes: 485 adultos

Desafios: dificuldade em pagar moradia, dificuldades em pagar pelas contas de consumo, perda de renda, ficar longe da família

Experiências de situações decorrentes da pandemia: sudorese, taquicardia, medo, ansiedade

Resultados: os que se mostraram mais propensos em admitir as emoções e que estavam dispostos a lidar com elas, o que os pesquisadores classificaram como ‘abertura, atenção ao comportamento e ação’ demonstraram menores níveis de estresse.

Destaques dos resultados:

O que ajuda a reduzir o estresse

  • Flexibilidade 
  • Exercitar atenção às emoções que estão surgindo
  • Encontrar soluções para manter contato com amigos e membros da família
  • Fazer o que realmente importa mesmo em épocas desafiadoras
  • Adaptar-se às situações
  • Manter atitude positiva

Esse último aspecto fez a diferença nos resultados do estudo. Os pesquisadores ressaltam que os benefícios apareceram apenas quando a ação vem acompanhada de boa disposição mental. “Se está em contato com sua família remotamente em vez de pessoalmente, mas está ressentida com a situação e lamenta o tempo todo, isso só vai causar mais angústia”, explicou Emily Kroska, professora assistente de Psicologia Clínica da Universidade de Iowa.“Não é exatamente como gostaria, mas vou fazer o melhor que puder”, completa.

Comente aqui!

* Preenchimento obrigatório. Seu email não será divulgado. Quer que a sua foto apareça nos comentários? Clique aqui.