Arrumando a mala para a Índia

de 24/10/16 em Casa e Comida, Dicas que Curam

img_3981

Arrumar a mala para viajar não é difícil, mas é algo que precisa ser planejado.

Eu costumo ser rápida na arrumação e consigo ser econômica na bagagem. Faço isso para deixar espaço para comprar coisas novas nos lugares e também porque detesto ter de carregar muito peso e ter de pensar numa logística louca de como colocar malas no carro ou carrega-las.

Depois de ter filhos, então, a coisa muda bem de figura e o volume precisa ser bem planejado.

Mas agora que estou partindo para uma viagem de pouco menos de um mês para a Índia, quis planejar um pouco mais. Primeiro porque nunca estive no país e sei que o calor é um desafio (principalmente para mim que amo o frio). Depois porque é preciso pensar que regatas e saias podem não ser bem-vindas em alguns lugares.

O outro desafio dessa viagem é que, segundo relatos de pessoas que já foram, chega-se a tomar três banhos por dia, dependendo da temperatura, então o volume de roupa necessária pode ser grande.

Como ficarei na Oneness University por 22 dias seguidos, é possível lavar roupas lá. Detalhe: num balde no banheiro. Então escolhi peças que não correm o risco de manchar, estragar e que secam rapidamente.

Além de quatro peças brancas (que serão usadas em rituais no templo), que comprei especialmente para a viagem, não adquiri mais nenhuma peça para levar. Selecionei itens do meu guarda-roupa e é isso.

Muitas pessoas que já fizeram essa viagem, gostam de fazer compras em Chennai, cidade da Índia onde ficarei dois dias para me acostumar ao fuso horário, com 5h30 de diferença. Vou descobrir o que as lojas de lá têm a oferecer.

Agora falta arrumar meu necessaire e pensar no que levar para fazer nas 19 horas de vôo, além da conexão.