Evite 5 erros comuns no planejamento do seu novo ano

de 07/12/16 em Dicas que Curam, Espiritualidade, Feng Shui da Vida Real

new-years-eve-1664737_1920

Não importa a religião, crença ou hábitos familiares. Mesmo quem não celebra o Natal e o Ano Novo acaba sendo impactado pela força dessas datas.

Bilhões de pessoas vibram na sintonia do Natal e, logo depois, na chegada de um ano novo.

Por mais que tentemos ficar longe disso, a egrégora existente nos influencia. Agitação, impaciência, cansaço, ansiedade ficam ainda mais evidenciados. Outras pessoas preferem permanecer mais isoladas e tantas outras relatam que se sentem deprimidas.

O que é comum a todas as pessoas é a necessidade de reflexão e balanço do que se passou durante o ano.

Acho isso super positivo, também faço. Mas nos últimos anos venho tentando desconstruir alguns hábitos, padrões e pensamentos que não ajudam em nada.

Vou enumerar alguns deles:

1 – Pensar e listar tudo o que não foi feito

Uma armadilha e tanto. Basta começarmos a pensar e aparecem diversas coisas que gostaríamos de ter realizado e ficaram apenas na ideia. Pensamentos como ‘deveria ter feito dieta”, “deveria ter economizado mais” são alguns dos mais comuns. O fato é que não adianta ficar remoendo o que ficou para trás. Mas o principal é que tais pensamentos não trazem motivação alguma e só reforçam o sentimento de falha.

Uma preciosa sugestão da consultora norte-americana Denise Linn é a de celebrar tudo o que você fez em vez focar no que ficou pendente. Aposto que terá muita coisa boa entrando na lista!

2 – Querer compensar o ‘tempo perdido’

Um mês para as festas! Pronto, a lista de itens não cumpridos fica pipocando na cabeça e começam as propostas de correr atrás do tempo perdido. Dietas malucas que prometem perder muitos quilos em pouco tempo passam a fazer mais sucesso ainda; muitos querem resolver pendências que ficaram paradas por meses em dias e aí o estresse aumenta, e muito. Em vez de colocar mais obrigações na sua lista, faça uma revisão sincera dos motivos que levaram você a não cumprir as antigas metas e mais, porque tinha se proposto a segui-las. Na maioria das vezes, as respostas são reveladoras!

3 – Já fazer uma mega lista de promessas para o novo ano

Nessa ansiedade de se cobrar por tudo o que não foi feito, querer resolver tudo, a cabeça já começa a colocar em uma ‘nova’ lista tudo o que você PRECISA fazer no próximo ano. Afirmo que essas determinações tendem a não chegar a lugar algum. Claro que é importante refletir e organizar as expectativas, mas isso deve ser feito com calma, com tempo, de preferencia fazendo uso de alguns rituais que vou ensinar no próximo texto.

4 – Impor-se uma rotina super diferente

Vou dar um exemplo: você fica enrolando todos os dias para se levantar da cama, levanta no limite para tomar banho, café da manhã e sair para o trabalho. No almoço, não resiste ao docinho e à noite abre aquela cervejinha para dar uma relaxada e acaba vendo um filme (que já assistiu pelo menos umas cinco vezes) ou algum reality na TV e vai dormir tarde de novo. Aí decide que no dia 2 de janeiro, primeiro dia útil de 2017, vai acordar 5h30 para meditar ou voltar para a academia, só vai comer frango com salada e cortar de vez os doces da dieta e que vai levar uma vida super regrada durante o ano. Sinto dizer que nunca esses planos dão certo. As mudanças precisam ser inseridas aos poucos na rotina. Primeiro, você pode começar a dormir mais cedo e quando passar a se sentir disposto obrigar-se a acordar antes. Daí, mude alguns vícios na alimentação substituindo alguns alimentos por outros ou deixando os doces e bebidas alcóolicas para dias específicos, como aos fins de semana ou quando tiver alguma ocasião especial. Volte aos poucos para a academia, indo duas vezes por semana e não cinco, como muitas pessoas fazem e desistem na segunda semana de treino. Assim fica mais fácil criar uma nova rotina e mantê-la.

5 – Achar que a vida vai mudar da água para o vinho quando virar o ano

É muito legal imaginar guinadas sensacionais na vida, mas muito poucas vezes mudanças incríveis, de filme, acontecem. Temos que ser realistas. As principais mudanças são criadas por nós mesmos e elas sempre acontecem num processo. Seria lindo acordarmos em 2017 mais magros, mais ricos, num emprego novo (para quem deseja) ou mais bem-resolvidos, mas o fato é que tudo seguirá como antes. O segredo aqui é sentir gratidão por tudo o que temos e por todas as pessoas que tornaram nossa vida possível, incluindo pais, antepassados e todos aqueles que participam de alguma forma da nossa existência. Você vai descobrir que há muito para celebrar! Experimente.

Comente aqui!

* Preenchimento obrigatório. Seu email não será divulgado. Quer que a sua foto apareça nos comentários? Clique aqui.