Feng Shui da Saúde: 8 curas para combater a depressão

de 17/02/17 em Dicas que Curam, Feng Shui da Vida Real

Por Michelle Achkar

O Feng Shui pode ser aplicado para solucionar problemas em todas as áreas da vida, inclusive na saúde. São diversas as curas disponíveis para aliviar doenças, ajudar a encontrar uma solução médica adequada, dar energia e força de vontade, promover o descanso adequado, entre outras.

Curar a depressão também pode ser o objetivo de uma consultoria de Feng Shui.

Hoje, a doença é considerada um problema de saúde pública em todo o mundo e atinge mais de 5% da população mundial, segundo um estudo da Universidade Harvard, nos Estados Unidos, divulgada há alguns anos. De acordo com a mesma pesquisa, a idade média de início dos episódios de depressão é entre 24 e 25,7 anos.

Em 2015, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou que o número de pessoas deprimidas cresce entre os que estão fora do mercado de trabalho, atingindo 10,2% da população no perfil.

Vale ressaltar que a aplicação das curas de Feng Shui não exclui a necessidade de tratamento médico adequado. A ciência milenar chinesa deve ser aplicada como uma das ferramentas de apoio no combate à depressão.

Veja como o Feng Shui pode ajudar a combater a depressão:

1- Dando fim ao acúmulo e à desordem

Manter grande número de itens sem uso, quebrados ou desorganizados é a cura principal para qualquer problema que apareça. No caso de pessoas que sofrem de depressão grave, é comum encontrar casas lotadas de objetos sem uso, acumulados ao longo dos anos, sem cuidado. Cada objeto, imantado de emoções, pensamentos e energias diversas, vai impregnando o ambiente com essas vibrações e colabora para o aparecimento do quadro depressivo. A primeira ação é a de limpar, descartar e organizar.

2- Nada de móveis acima da cabeça

Manter qualquer móvel acima da cabeça de uma pessoa, principalmente sobre a cama, é prejudicial, pois pressiona a energia quando se está mais vulnerável, durante o sono. Além de causar dores de cabeça, ansiedade, está associado à depressão também. Armários embutidos sobre a cama, prateleiras e também vigas não são recomendados, segundo o Feng Shui. Mude a cama de lugar, mesmo que temporariamente, até a pessoa começar a se recuprar. Para corrigir o problema permanentemente, existem curas que podem ser indicadas por um consultor de Feng Shui após analisar todos os elementos do quarto.

3- Instalação elétrica em dia

Não é à toa que existem diversas expressões que associam a eletricidade às mudanças de humor. As instalações elétricas de uma casa influenciam no nosso equilibrio e estado emocionais. Itens em curto, queimados, ligações elétricas mal feitas, e, principalmente, fios aparentes, colaboram e reforçam um quadro de ‘nervos à flor da pele’. Conserte tudo imediatamente.

4- Chega de vazamentos

É normal acontecer algum vazamento na casa, mas vazamentos constantes, que se repetem ou que são complicados de solucionar podem significar um reflexo do estado interno dos moradores da casa. Como a água está associada às emoções, vazamentos indicam que as pessoas não estão conseguindo lidar com seus sentimentos e acabam em um turbilhão emocional que leva a estados de desequilíbrio. Vazamentos também representam perda financeira dos membros da família. É necessário encontrar a causa real dos problemas na casa. O mesmo vale para a umidade nas paredes. É preciso sanar o problema, aplicando algum problema impermeabilizante e refazer a pintura.

5- Reforço na iluminação

A luz natural é uma das maneiras mais simples de renovar o Chi (energia vital) de um espaço. É preciso abrir cortinas e janelas e deixar a luz entrar e o ar circular. Espaços mal iluminados normalmente possuem um Chi pobre que vai, aos poucos, impregnar as pessoas que moram naquele local. Além disso, preste atenção à iluminação artificial e às lâmpadas usadas. Se necessário, aumente a potência das lâmpadas, instale mais luminárias, sem esquecer do conforto que elas proporcionam. Prefira as de tonalidade amarelada, que se aproximam mais da luz natural. No caso de depressão grave, aumente a potência das lâmpadas mesmo que isso não seja necessário. Outro meio de aumentar a luminosidade do ambiente é colocar nas paredes cores claras e luminosas, que refletem a luz e ajudam a dar a impressão de amplitude.

6- Paredes cheias de vida

Você pode ser fã do estilo de decoração minimalista e gostar de ter poucos objetos. Mas evite paredes completamente nuas. Ambientes assim transmitem uma atmosfera de falta de esperança, falta de perspectivas e não favorecem a recuperação de uma pessoa com quadro de depressão. É uma boa ideia colocar imagens alegres e com mensagens positivas.

7- Chi novo para casa

É fundamental acrescentar um ajuste de força vital numa casa com uma pessoa que sofre de depressão. Itens vivos ajudam a renovar a energia dos ambientes. Plantas saudáveis e animais têm o poder de imprimir vitalidade nos locais, impactando a energia das pessoas que moram no local. Compre plantas novas e estabeleça uma rotina para cuidar delas, prestando atenção a quantidade de adubos e regas necessários. Esse cuidado com a planta, simbolicamente, significa cuidado com você mesmo.

8- Cristal no centro do quarto

Um tradicional reforço para a saúde sugerido pelo Feng Shui do Budismo Tântrico Tibetano é a colocação de uma bola de cristal facetado no centro do quarto. Para reforçar a cura, pendure com um fio vermelho. Compre um cristal de qualidade, que seja transparente. Ao colocar, visualize a saúde do seu corpo e mente sendo renovada e cheia de muita força vital.

 

 

Comente aqui!

* Preenchimento obrigatório. Seu email não será divulgado. Quer que a sua foto apareça nos comentários? Clique aqui.