Manual da Espiritualidade Prática: 10 dicas para ser mais feliz

de 23/08/17 em Dicas que Curam, Espiritualidade, Feng Shui da Vida Real

Quando converso com as pessoas sobre espiritualidade, muitas manifestam o desejo de ter uma vida mais equilibrada, mais feliz, sentir mais plenitude e satisfação, ter alegria.

Independentemente de ter uma religião, a maioria busca, de fato, sentir maior conexão com todas as coisas, aliviar o estresse e poder dizer que são felizes.

Alguns estão praticando ioga, outros estão meditando, uns me contam que compraram um livro e a maioria afirma que, definitivamente, as práticas espirituais estão na lista de prioridades, mas que ainda não encontraram tempo, estão trabalhando muito ou andam estressados com o trabalho, com o dinheiro ou com a família.

Para ajudar a colocar essa resolução em prática, veja 10 ações que eu aprendi e pratico e que me ajudam a manter um estado de vida mais equilibrado e feliz.

1- Todo dia

Espiritualidade, seja lá qual for o nome, o formato, o jeito, precisa e deve ser praticada todos os dias. É como tomar banho, escovar os dentes, sair para trabalhar. Meditar, rezar, contemplar, fazer ioga, relaxar vão ficando para o fim da sua ‘to do list’ e assim passam os dias, as semanas, os meses e a rotina não se altera. mudar isso já, escolha uma atividade simples, que tenha certeza que poderá cumprir e pratique todos os dias. A melhor opção é fazer logo pela manhã, ao acordar. Assim você enviará uma mensagem clara para si próprio, dizendo ‘Ei, isso agora é prioridade!’. Mas não escolha nada muito complicado, demorado ou difícil. Por exemplo, se a ideia é se dedicar à pratica do ioga, faça uma ou duas posturas de manhã. Já está muito bom! Se o objetivo é meditar, ao acordar, sente na cama e faça 9 respirações profundas e depois visualize todas as bençãos que deseja para aquele dia. Fazer isso por alguns minutos com atenção plena vale muito mais do que ficar uma hora brigando com os seus pensamentos e sentindo dor na coluna (afinal, ficar sentado em postura de meditação precisa de prática e no começo o corpo doi muito!!!!!) Ou acenda um incenso, reze…há muitas coisas bacanas que você pode fazer por poucos minutos todos os dias.

 

2 – Ritualizar tudo

Sabe todo aquele cuidado que normalmente dispensamos a um convidado ou a visitas? É assim que você deve cuidar de você. Eu conheci pessoas que comem em pratos lascados e que servem seus convidados em louças maravilhosas e em mesas lindamente arrumadas. Esse é só um exemplo de muitos que devem ser mudados. Começar a se tratar como a pessoa mais importante da sua vida é o primeiro passo para praticar a verdadeira espiritualidade. Você pode começar comprando um sabonete especial para o banho, arrumando a mesa do café da manhã, inserindo hábitos mais saudáveis na alimentação, ir para a cama mais cedo para ler aquele livro que comprou há meses e nem abriu ainda….ou seja, tem muita coisa legal para fazer.

 

3 – Organização

Manter objetos organizados é a primeira lição a ser cumprida em todo processo de mudança de vida. Limpe, jogue fora o que não serve mais, organize e veja sua vida ganhar uma nova dimensão. Para o novo entrar, é preciso abrir espaço de qualidade para ele.

 

4- Informação X ação

Esse é um obstáculo importante para muitas pessoas. Com tanta informação disponível , livros, mensagens nas redes sociais, cursos, vídeos motivacionais, temos à disposição um verdadeiro arsenal de dados para mudar a vida. Mas o que de fato aplicamos na vida cotidiana? Costumo sempre dar como exemplo que saber qual remédio tomar não cura a doença e, sim, tomar o medicamento. Portanto, depois de ler algo, pare uns momentos para refletir se aquilo faz sentido e, depois, se pode incorporar o aprendizado de alguma maneira na sua vida. Se não for usar, delete, não pense mais nele. Se achar que vale, dê o próximo passo e aplique de fato a informação na sua rotina. Tome o remédio!

 

5- Rituais de limpeza constantes

O que acontece no mundo físico, acontece no mundo energético. Se a sujeira constantemente se acumula no corpo e na casa, ela também se acumula em camadas sutis da nossa vida, geradas por sentimentos e pensamentos negativos, desentendimentos, estresse. É importante realizar processos para limpar e atrair novas energias para seu corpo e casa. Acender velas, incensos, colocar sal grosso em um vidro bonito, ter uma planta de limpeza como amuleto em casa. Há muitas formas de cuidar da energia. Um dos meus preferidos é o de acender três varetas de incenso e segurá-las na mão por um momento, visualizando proteção e energia limpa sobre mim, minha família e minha casa. Depois passo os incensos em toda a volta do meu corpo. Termino agradecendo e colocando as varetas para terminar de queimar no meu altar. Se você não tiver um altar, coloque os incensos num incensário ou num vaso de plantas da casa. Você pode aproveitar datas especiais para realizar esses pequenos rituais. Isso ajuda a potencializar os resultados.

 

6 – Feng Shui

Verificar o fluxo de energia de uma casa e fazer as correções ajudam a manter equilibradas todas as áreas da vida. A saúde fica em ordem, as oportunidades conseguem chegar até você, os relacionamentos se harmonizam e os desafios são superados com mais facilidade. Existem várias escolas de Feng Shui e você pode pesquisar a que mais lhe agrade. Com a energia vital fluindo bem, fica mais fácil manter uma rotina de práticas espirituais.

 

7- Meditação

São muitos os benefícios comprovados com a prática da meditação. Em linhas gerais, quando conseguimos diminuir o ritmo da mente despertamos para uma realidade interior que gera sensação de paz, equilíbrio e harmonia. Existem várias técnicas de meditação e meditações para diferentes finalidades. Mas não se preocupe em seguir muito à risca o que ler sobre o assunto. Alguns minutos por dia já são suficientes para conquistar grandes mudanças. Sente-se confortavelmente, com a coluna ereta (isso, sim, é importante) e preste atenção à respiração. Faça isso por alguns minutos para começar. Se tiver mais tempo, você pode tentar perceber onde o corpo mostra tensão e pedir para a região relaxar. Ou pode apenas prestar atenção à região a frente da sua testa. Perceber esse espaço vazio e permancer nele por alguns minutos é uma excelente ténica de meditação.

 

8- Tempo para ócio

É muito comum encontrar pessoas que têm uma lista enorme de coisas que gostariam de fazer. Sim, todos temos projetos e desejos. Mas imagine passar anos ou a vida toda pensando no que deveríamos ter feito. É como se tivesse alguém apontando o dedo para você o tempo todo. Mesmo quando se trata de inserir bons hábitos ou boas coisas na rotina, o melhor é sempre ser realista e não criar metas que não podem ser cumpridas. Não fique imaginando que precisa praticar uma hora de ioga todos os dias, ou meditar o mesmo tempo, por exemplo. Além disso, é preciso deixar espaços na rotina para relaxar, para não fazer nada, para poder escolher o que fazer. Experimente e veja como criar tempo para o ócio melhora seus níveis de energia e deixa a mente mais tranquila.

 

9- Prestar atenção aos gurus da vida

Vida é relacionamento. Precisamos de pessoas para todo tipo de relação, amorosa, familiar, profissional. É na troca de experiências, no contato, nos desafios que crescemos, evoluimos e nos tornamos melhores a cada dia. Na trajetória espiritual não é diferente. Os relacionamentos vão te mostrar quais são seus pontos fortes e os que devem ser trabalhados. Nesse caminho, cada pessoa da sua vida é um guru em potencial. Aprenda com eles, mesmo que a relação seja desafiadora.

 

10- Sentir o chamado

Espiritualidade é viver a vida. Ponto final. Se você fizer algo por obrigação, apenas porque acha que precisa fazer, então isso tem qualquer outro nome. Não existem práticas espirituais eficientes que exijam sofrimento, disciplina monástica ou qualquer outra imposição que tire a alegria. Sempre digo que se uma pessoa não sente necessidade de inserir práticas como meditação, ioga ou não queira rezar etc…., ela não deve fazer isso. Não existe uma regra ou apenas um caminho para crescer e evoluir. Se ouvir isso de alguém, ignore!!!!! É muito mais importante viver com o coração aberto, passar tempo de qualidade com as pessoas queridas, manter os ouvidos abertos para ouvir as pessoas e cultivar a alegria. Sem isso, não adianta ficar segurando um japamala e ficar por aí dizendo ‘gratidão’ para os outros. Concorda?

 

5 sinais de que a sua casa precisa de Feng Shui

de 05/07/17 em Dicas que Curam, Feng Shui da Vida Real

Você chega em casa e não encontra um lugar ideal para relaxar? Sente que seu sono não está sendo reparador? Não consegue se desligar da vida lá fora, das tarefas e desafios do trabalho?

Esses são alguns sinais de que a energia da sua casa anda precisando ser revitalizada.

A energia vital de um lugar, o Chi, também envelhece. Energia estagnada vai sendo impregnada e acaba se transformando num mau Chi. Mudanças no interior e no exterior das casas também vão afetando como a energia chega e circula nos espaços e, como consequência, nosso corpo e mente vão mostrando o resultado dessas alterações.

A casa é um lugar que deve funcionar como um carregador de baterias. Deve ser onde o equilíbrio é restabelecido, o descanso é fácil, existe paz e tranquilidade. O sono deve  vir fácil e ser reparador. Se isso não está acontecendo, é hora de recorrer ao Feng Shui.

A técnica milenar de harmonização de ambientes possui recursos para identificar e curar lugares com desequilíbrios energéticos. Segundo o Feng Shui do Budismo Tântrico Tibetano, é possível realizar mudanças físicas nos espaços e também fazer uso de curas transcendentais, que atingem níveis de energia mais elevados e sutis.

Veja se você sofre com um ou mais itens da lista abaixo, aprenda como reequilibrar a energia na sua casa e volte da desfrutar de um espaço de aconchego e relaxamento.

1- Você não encontra um lugar para relaxar em casa

O  sofá parecia ser o mais confortável do mundo, mas parece que ele e seu corpo não combinam. Não dá para relaxar, se concentrar no filme ou na leitura. Se isso acontece com você, é preciso procurar o que deve estar tirando o seu sossego.  Se houver uma viga sobre o sofá, a energia sobre o local fica pressionada e é comum uma pessoa não se sentir bem ali. A melhor solução para essa situação é tentar mudar o sofá de lugar ou colocar abajures com  cúpulas que ‘jogam’ luz na viga. É como se ela fosse empurrada simbolicamente para cima e aliviasse o peso causado sobre você.

Verifique também se as paredes ou algum móvel criam uma seta invisível com uma quina apontando para você. Essas setas, conceito muito importante para o Feng Shui, são como dedos acusadores que não permitem que uma pessoa relaxe ou se desligue de obrigações e dos desafios. Aqui, a solução é tentar disfarçar essas quinas usando plantas, tecidos, luzes ou qualquer outro objeto que a decoração permitir.

2- Não acorda descansado no dia seguinte

O quarto é o local mais sagrado da casa, é onde passamos mais tempo e o lugar que merece mais atenção para criação e manutenção de uma boa qualidade energética.  Não permita que e a energia do local se deteriore. Isso impacta imediatamente a qualidade do sono. Manter o quarto limpo, arejado, organizado, sem objetos que não combinam com o descanso é fundamental para a qualidade do Chi do lugar. Outra situação que devem observadas e que rouba a energia vital é a posição da cama. Se os pés da cama estão voltados para a porta de entrada do quarto ou para a porta do banheiro existe uma grande perda de energia do corpo e a pessoa sempre estará se sentindo cansada. A melhor opção é mudar a cama de lugar, mas se não for possível pendure uma bola de cristal multifacetado entre o pé da cama e a porta que está provocando todo esse cansaço.

3- Se sente perdido dentro da própria casa e demora para realizar tarefas simples

Você vai buscar alguma coisa e volta de mãos vazias e não se lembra o que ia fazer. Começa a preparar uma refeição, vai atender o telefone e queima a comida. Ou liga a lavadoura, mas esquece de colocar sabão na máquina. Se se sente perdido e confuso em casa, é preciso colocar uma boa dose de energia dentro dela. Comece com uma boa limpeza, uma boa faxina mesmo, e depois traga vida nova ao espaço, colocando plantas saudáveis. Veja onde é possível trocar as lâmpadas por versões mais fortes, de preferência as de tonalidade amareladas que se aproximam mais da luz natural.  Espaços mais bem iluminados são melhor energiados.

4- Problemas elétricos e hidráulicos

As redes elétrica e hidráulica de um lugar estão associadas ao sistema nervoso e às emoções. Vazamentos também estão ligados a perdas financeiras, da mesma maneira que entupimentos mostram que a prosperidade dos donos da casa não anda lá essas coisas. Portanto, se existe algum problema desses na casa, conserte imediatamente. Como o espaço está constantemente trocando energia com seus habitantes, a partir do momento que o problema na casa é resolvido, um impulso energético é enviado para que a causa emocional ou psicológica também seja trabalhada. É uma via de mão dupla.

5- Não consegue organizar a rotina e planejar o futuro

Provavelmente a casa abriga muitos itens não usados, quebrados, mal organizados ou que não remetem a boas lembranças. O acúmulo de objetos dessa natureza impregna a casa de mau Chi e impacta o presente o o futuro dos moradores. Descarte ou doe tudo o que não gostar ou não usar. Abra espaço para o novo e veja como a energia passa a fluir com mais facilidade e leveza.

Página 1 de 101234...